A Profico

A empresa, fundada em 1991, presta serviços em diversas áreas da engenharia, consultoria e gestão de empreendimentos.

Nos projetos de engenharia, destacam-se os de infraestruturas com especialização em pontes e estruturas de contenção, os projetos de edificações com relevo para as áreas dominadas pela engenharia civil: estruturas, águas e esgotos. Contudo, por via das competências do setor da coordenação de projetos, a empresa assegura o fornecimento de projetos globais, integrando especialistas e empresas de áreas complementares com quem desenvolve parcerias.

Na consultoria a empresa tem capacidade para a elaboração de pareceres técnicos e trabalhos de especial tecnicidade e que envolvam a atividade dos projetos e construção.

A componente de Gestão de Empreendimentos engloba a revisão de projetos de diversas especialidades assim como a coordenação de projetos multidisciplinares, a seleção e contratação de empreitadas e a coordenação e fiscalização de obras.

A empresa está organizada em direções que correspondem às diversas áreas de negócio, todas certificadas de acordo com a a ISO 9001:2008.

A Profico tem exercido as suas atividades não só em Portugal mas também noutros países com especial relevo como para os PALOP - Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.

Historial e Estratégia

Historial

A empresa foi fundada em 1991, com sede em Lisboa, Portugal com o principal objetivo de desenvolver projetos na área da engenharia de estruturas de obras de arte.

Em 1997, a empresa alarga a sua atividade aos projetos de estruturas de edifícios e à área de Fiscalização de Obras.

Em 2000, a Profico decide entrar na área de estudos ambientais criando a Profico Ambiente, entidade que goza de absoluta autonomia técnica para atuar no setor do ambiente.

A partir de 2000, a empresa alarga ainda mais a oferta de serviços, nomeadamente nas águas e esgotos, urbanismo e instalações técnicas, à custa da criação de parcerias com técnicos ou pequenas empresas especializadas concomitante com o desenvolvimento interno de um setor de coordenação de projetos.

Independentemente de ter efetuado alguns trabalhos relevantes em Angola no final da década de 90, só em 2006 a empresa investe mais intensamente no mercado angolano, como cofundadora de uma empresa vocacionada para a prestação de serviços de engenharia, a Cenga , Consultores de Engenharia de Angola, na qual detém uma participação significativa.

Em 2011, seguindo uma estratégia de internacionalização sustentável, a Profico abre um escritório de representação em Maputo, aproximando-se de novos clientes naquela região de África, através da participação na empresa ECM – Engenheiros Consultores de Moçambique.



Missão

Atuando no sector da prestação de Serviços de Engenharia, a Profico tem por missão servir os seus Clientes com qualidade e eficiência, contribuir para a promoção da Engenharia Portuguesa e assegurar adequadas condições de trabalho aos seus colaboradores.



Visão

A Profico pretende ser reconhecida nos mercados em que atue como uma empresa que presta serviços de qualidade, sempre disponível para encontrar a melhor forma de concretizar as necessidades dos clientes, que vê nos clientes parceiros e cuja ação se focaliza nos aspetos técnicos, económicos e éticos.

Internacionalizacão

Tendo já uma considerável experiência no mercado internacional, a PROFICO está apostada em desenvolver e aprofundar a sua atividade internacional, seja através da participação em empresas locais, seja através da criação de sucursais ou pela formação de acordos de colaboração na observância da diversidade técnica e cultural de cada país.

A empresa fundou em 2006 e detêm participação significativa na CENGA - Consultores de Engenharia de Angola, S.A. e está empenhada em desenvolver parcerias já ativas com empresas locais de Moçambique e Timor.

Em Cabo Verde, Espanha e Marrocos foram já apresentadas propostas e/ou executados trabalhos em parceria com empresas sediadas nestes países, cuja experiência se revela muito positiva.

A PROFICO mantém pois uma postura de grande interesse e disponibilidade para atuar além-fronteiras, num espírito de grande complementaridade de meios e de partilha de objetivos.

Gestão

Política de Qualidade

A definição e a implementação da Política de Qualidade permite à Profico caminhar para a excelência dos seus serviços, nos projetos de engenharia, na gestão de empreendimentos e na fiscalização de obras.

O principal objetivo da empresa é a prestação de serviços que satisfaçam os requisitos dos seus clientes, nomeadamente, quanto à conformidade, aos requisitos internos de qualidade, cumprimento dos prazos e preço contratados. Condição essencial é ainda o cumprimento dos requisitos legais e regulamentares aplicáveis.

Para atingir este objetivo a empresa compromete-se a:

- Fornecer serviços no domínio das suas atividades que assegurem a satisfação das necessidades dos clientes de acordo com as especificações técnicas e regulamentos em vigor;

- Promover a inovação e qualidade técnica dos serviços, pela permanente atualização de conhecimentos e a aquisição de potencial técnico;

- Reconhecer os fornecedores como parceiros, privilegiando aqueles que respeitem padrões de qualidade compatíveis com os valores da Profico;

- Compromete-se ainda a melhorar continuamente a eficácia do Sistema de Gestão de Qualidade.


Deste modo, a Profico assegura os recursos necessários para o funcionamento e melhoria contínua da eficácia do Sistema de Gestão da Qualidade, implementado desde Dezembro de 2010, com vista a cumprir os requisitos da Norma NP EN ISO 9001: 2008.



Política de Recursos Humanos

O melhor ativo duma empresa são os seus colaboradores.

Sabendo que um fator essencial de sucesso é a motivação dos recursos humanos, a gestão procura gerir as expectativas dos seus colaboradores e garantir a qualidade e justeza das suas decisões.

Relevando a importância da componente salarial, a empresa não descura a qualidade das condições de trabalho, o fomento do espírito de equipa, a valorização e formação Profissional, e o estímulo à criatividade e livre opinião, proporcionando ainda estabilidade contratual e equidade.

A avaliação de desempenho que vigora na empresa constitui uma forma objetiva de identificação das áreas onde todos, funcionários e gestão, devem progredir, por forma a melhorar competências com o empenhamento das equipas.

No domínio do recrutamento dos quadros técnicos, a empresa privilegia a admissão de jovens recém-licenciados proporcionando-lhes internamente uma formação técnica contínua e sustentada através do acompanhamento de técnicos seniores e da frequência de ações externas sempre que se justifique. Como corolário desta política, são proporcionadas condições vantajosas a estes quadros promissores para desenvolvimento da sua carreira no quadro da empresa.



Política Ambiental

A empresa tem consciência de que, apesar de ser responsável por uma escassa produção de resíduos sólidos, tem a obrigação de contribuir para a preservação do ambiente. Assim, a Profico cumpre toda a legislação ambiental em vigor.

De forma a cumprir com esta obrigação, foram implementadas as seguintes medidas no que respeita a produtos de consumo corrente:

- A Profico utiliza, sempre que existam no mercado, produtos recicláveis;

- A quase totalidade dos resíduos sólidos produzidos são enviados pela empresa diretamente para reciclagem - cartão, papel, pilhas e tinteiros de impressoras e plotters;

- A decisão de aquisição de produtos, consumíveis ou não, tem como fator preferencial a dimensão da sua pegada ecológica.


A Profico divulga e promove junto dos seus colaboradores práticas de controlo ambiental, designadamente pela reutilização do verso do papel impresso, ou pelo recurso à impressão em frente e verso sempre que viável.



Política Financeira

A Profico cumpre as regras básicas de contratação com os seus fornecedores, ou seja, respeita os prazos de pagamento e exige o fornecimento atempado dos produtos e serviços, não fazendo depender os pagamentos dos recebimentos a montante.

As decisões de investimento dependem duma análise de custo-benefício em que o fator preço de aquisição é ponderado com características ambientais, custos de manutenção e durabilidade dos produtos.

A seleção dos serviços externos a adquirir depende mais da garantia de qualidade e cumprimento de prazos do que do custo direto do serviço.

Recursos Humanos

Desde a sua fundação, a Profico seguiu uma política de contratação de novos colaboradores com elevados níveis de formação escolar.

Atualmente 71% dos nossos colaboradores têm formação superior, sendo destes 63% licenciados em Engenharia Civil.

Presentemente a média etária dos colaboradores permanentes é de 40 anos.

Ao longo da nossa história temos seguido uma política de favorecimento da formação dos nossos colaboradores, através da frequência de cursos de formação profissional e da presença em seminários especializados.

Favorecemos a formação dos nossos engenheiros através da orientação dos respetivos estágios. Muitos estagiários ingressam nos quadros da Empresa.

Adicionalmente existe um plano anual de formação onde se procura fomentar a atualização profissional dos recursos humanos.

A Profico tem-se feito representar nos congressos da engenharia portuguesa e da engenharia internacional na área das estruturas.

Temos tido ao longo dos anos uma presença ativa nas estruturas da Associação empresarial do setor – APPC, quer na direção quer em grupos de trabalho.



Pessoas Chave

JORGE GIL
MENESES

Sócio Gerente e Diretor
Comercial e de Projeto
 

Eng.º Civil - IST_1978

13 anos na Betar ocupando cargos de engenheiro projetista de pontes e Diretor e Sócio-gerente (1978/1991). Fundador da Profico em 1991, acumulando a gerência com os projetos de pontes e atividades diversas relacionadas com a engenharia como arbitragens, pareceres, revisão de projetos, reabilitação estrutural. Pós-Graduação em Gestão pela UNL em 99/2000. Membro de direção da APPC entre 2003 e 2009.

CARLOS MANUEL
LOPES

Gerente e Diretor
de Proj. Infraestruturas
e de Estruturas Especiais

Engº Civil - IST_1984-89

Sócio fundador da Profico em 1991, gerente desde 2004 e diretor de projetos de pontes e estruturas Especiais e de Infraestruturas; Projetista de obras de arte e estruturas especiais, tendo participado ou sido responsável pelo projeto de mais de cinco centenas de obras de arte rodoviárias e ferroviárias; Especialista em Estruturas pela Ordem dos Engenheiros desde 2011.

MANUEL PERA
FERNANDES

Diretor de Projetos
de Estruturas Especiais
 

Engº Civil - FCT UC_1990

Ingressou na Profico em 1997, onde é Diretor de Projetos de Pontes e Estruturas Especiais e responsável pelo Núcleo de Coordenação de Projetos; desde o início de 2016, acumula estas funções com as de Gerente; Especialista em Estruturas pela Ordem dos Engenheiros desde 2013; Sócio-gerente da Microdim - Software de Engenharia, entre 1993 e 1997. Projetista de estruturas na Finitus entre 1991 e 1996.

EDUARDO SEIXAS
MONTEIRO

Diretor de Projetos
Direção de Estruturas
de Edifícios

Eng.º Civil - UC_1991

Membro Especialista em Estruturas da Ordem dos Engenheiros Integrou a Profico em 1996 e em paralelo, de 1997 a 2006, lecionou como professor adjunto convidado no Instituto Politécnico de Leiria, várias disciplinas da área de Estruturas e Projeto. Atualmente é o responsável pela Direção de Estruturas de Edifícios da Empresa.

TERESA
PROENÇA

Diretora Administrativa
e Financeira
 

Econ. - UCP_1980-85

Na Profico desde julho de 2009, desenvolveu a sua atividade profissional em empresas privadas, tendo assumido nessas sociedades diversos cargos de gestão, nomeadamente na Administração, na Direção Administrativa e Financeira e Recursos Humanos.

Carlos
Duarte

Diretor da Gestão
de Empreendimentos
e Fiscalização

Eng.º Civil - IST_1982

20 anos de experiência em direção e coordenação de empreitadas (Soares da Costa, Amadeu Gaudêncio, Obrecol). De 2002 a 2015 exercendo funções na área da gestão e fiscalização, como Diretor Técnico e Administrador da Gesbau. Atualmente é o responsável da Direção de Gestão de Empreendimentos e Fiscalização da Profico. Curso de Coordenação de Segurança - IST (2002/2003). Pós - Graduação em Construção Sustentável – UNL (2011/2012).

 

Organização

Direção de Estudos e Projetos – Estruturas Especiais

A Direção de Estruturas Especiais centra a sua atividade na elaboração de projetos de pontes e viadutos rodoviários e ferroviários, de estruturas de contenção e de fundações especiais. Desenvolve também atividade marcante na inspeção de pontes e na elaboração de projetos de reabilitação e de reforço estrutural.

No domínio da sua especialidade, teve intervenção relevante no projeto das principais vias de comunicação rodoviárias e ferroviárias executadas ou intervencionadas no país nas últimas duas décadas, bem como em inúmeras obras de elevada dimensão e complexidade no interior das grandes cidades, nomeadamente Lisboa, Porto e Coimbra.



Direção de Estudos e Projetos – Estruturas de Edifícios

Na vertente do projeto de estruturas ou de reabilitação estrutural, a intervenção da Direção de Estruturas de Edifícios, sempre que possível, tem início com a conceção geral, através de uma colaboração estreita com a arquitetura. Esta complementaridade de especialidades permite defender a componente criativa do projeto, respondendo com propostas arrojadas e viabilizando soluções inovadoras, tendo sempre presente a relação ótima do binómio qualidade/custo.

Aproveitando a especialização adquirida ao longo dos anos, tem sido também do âmbito desta direção responder a solicitações diversas de consultoria especializada na área de Estruturas de Edifícios.



Direção de Gestão de Empreendimentos e Fiscalização

A PROFICO desenvolve a sua atividade, no domínio cada vez mais alargado da Gestão de Empreendimentos, na plenitude das vertentes ou fases da "cadeia do processo construtivo": Estratégia, Conceção, Projeto, Contratação, Programação da construção, Fiscalização de obras e Coordenação de Segurança higiene e saúde.

Na gestão integral do processo construtivo, oferece serviços nos domínios do Project Management e de EPCM (Engineering, Procurement, Construction Mangement).

Na "cadeia do processo construtivo" a empresa encontra-se habilitada e certificada pela ISO 9001, para fornecer estes serviços a entidades públicas ou privadas.



Organograma

Serviços

A Profico tem-se posicionado, ao longo da sua existência, como uma empresa prestadora de serviços na área da construção e obras públicas com grande enfoque nos projetos de estruturas.

Nestes projetos têm especial significado não só as pontes rodoviárias e ferroviárias, mas também as estruturas correntes (edifícios de vários usos) e as contenções e fundações especiais.

Nos últimos anos, a empresa tem procurado desenvolver a prestação de serviços em áreas afins, designadamente a Gestão de Empreendimentos, onde se inclui a fiscalização, a elaboração e coordenação de projetos multidisciplinares e as atividades de projeto das engenharias rodoviária, hidráulica, eletrotécnica e mecânica.

Em paralelo com estes serviços, a Profico tem ainda desenvolvido atividade na área de inspeção, reabilitação, e reforço estrutural de pontes e edifícios.

Outra atividade emergente consiste na revisão de projetos, contribuindo para a garantia da qualidade destes, que em última análise representam um contributo para dignificar a engenharia de projeto..

Para além das atividades referidas anteriormente, a Profico tem vindo a ser bastante solicitada para a realização de intervenções em condomínios, no âmbito da sua área de atividade, pelo que dispõe já de uma alargada experiência em prestação de serviços de Projeto, Auditoria, Peritagem e Fiscalização de obras em condomínios, ou a empresas que os representam.



Âmbito dos Serviços


PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL

_ Pontes e Viadutos
_ Estruturas de Edifícios
_ Estruturas de depósitos e Silos
_ Águas, esgotos e gás
_ Fundações e contenções
_ Infraestruturas de transportes
_ Reabilitação e reforço estrutural


Coordenação e Execução de Projetos Multidisciplinares

_ Arquitetura (a)
_ Instalações elétricas e eletromecânicas (a)
_ Sistemas integrados de abastecimento de água


Gestão de Empreendimentos e Fiscalização

_ Construção e Reabilitação de edifícios
_ Passagens Superiores e Inferiores (Rodoviárias e Ferroviárias
_ Obras de Infraestruturas viárias


Consultoria

_ Revisão de Projeto
_ Elaboração de pareceres técnicos na área das estruturas da construção civil
_ Planeamento urbanístico
_ Licenciamento de instalações industriais
_ Estudos de viabilidade
_ Organização de consultas para adjudicação de empreitadas


Outros Estudos

_ Estudos Ambientais (b)
_ Térmica (RCCTE)


(a) A execução destes projetos faz-se sempre com recurso a subcontratados.
(b) Com recurso à empresa participada Profico Ambiente.

Inovação

Desde a sua constituição e também na atividade anterior dos seus quadros técnicos seniores, que a PROFICO tem adotado uma atitude tecnicamente responsável, mas aberta à inovação técnica e à busca de soluções criativas fiáveis que vão ao encontro das dificuldades e condicionamentos com que se debatem por vezes as obras.

Exemplificando, aponta-se alguns casos em que o interesse pela inovação da PROFICO e dos seus responsáveis estiveram presentes, contribuindo para a racionalização das obras:
 

Projetos variantes com encontros e muros em "terra armada", no lanço Estarreja-Vila da Feira da A1 no início da década de 80, ao que se sabe os primeiros encontros de obras de arte com esta solução em Portugal.
Dono de Obra: BRISA
Empreiteiro: LAING



Projeto do "Túnel" da Av. da República em Lisboa recorrendo pela primeira vez em Portugal ao suporte das terras e da superestrutura pelo processo de estacas tangentes.
Ano: 1991
Dono de Obra: C.M. de Lisboa
Empreiteiro: Tomás de Oliveira / Sopecate



Projeto da primeira Ponte Ferroviária (Ponte sobre o Rio Leça) na Linha do Minho com o tabuleiro executado pelo método incremental ("launching nose"). Nesta mesma Ponte, alguns pilares são pegões ancorados construídos no miolo de uma cortina circular de jet-grouting na meia encosta de um aterro centenário da plataforma ferroviária.
Ano: 1995
Dono de Obra: REFER
Empreiteiro: OBRECOL / BELBETÕES / VSL



Passagem Inferior da Av. Miguel Bombarda no Barreiro sob Linha Ferroviária, construída pelo processo de impulso hidráulico (uma das três primeiras obras executadas por este processo). Esta obra pela escassez de espaço disponível teve que ser construída em três módulos dois deles empurrados em "comboio".
Ano: 1986
Dono de Obra: C.M. DO BARREIRO
Empreiteiro: SETH / KELLER

 

 

São de referir ainda estudos que envolvem aspetos que não sendo inéditos eram pouco correntes na altura em que se produziram; nomeadamente o estudo de um tabuleiro em vigas caixão pré-fabricadas (1997), recurso a vibro substituição de solos (1995), suporte de terras com paredes ancoradas e pregagens, (1992), estudo de fabricação de aparelhos de apoio em Portugal (1986), fundações com estacas pré-fabricadas, etc.

Participação noutras Empresas

PROFICO Ambiente
A PROFICO Ambiente é uma Empresa de consultoria na Área do Ambiente e tem como âmbito de atividade a elaboração de estudos e projetos nos domínios do Ambiente e do Ordenamento do Território.
www.proficoambiente.pt


CENGA
A Cenga é uma empresa de direito angolano que concentra vastas áreas do conhecimento da engenharia nas vertentes de Projeto, Gestão de Empreendimentos, Fiscalização e Consultoria.
www.cenga-angola.com


ECM
A ECM é uma empresa de direito moçambicano que concentra vastasáreas do conhecimento da engenharia nas vertentes de Projeto, Gestão de Empreendimentos, Fiscalização e Consultoria.
ecm-consultores.com


PROFICO BRASIL
A Profico está no Brasil através de uma empresa de direito brasileiro que concentra áreas do conhecimento da engenharia nas vertentes de Projeto, Gestão de Empreendimentos, Fiscalização e Consultoria.
www.profico.com.br